resep masakan

UFOP lidera participação de Rede de Mulheres Latinoamericanas Ambientalistas Pesquisadoras em Congresso de Educação Ambiental na Suécia

De 29 de junho a 02 de julho, educadores ambientais e pesquisadores de todo o mundo se juntaram em Gotemburgo – Suécia para o VIII WEEC – World Environmental Education Congress. Sob a coordenação da Professora da UFOP Dulce Maria Pereira, do CEAD-UFOP, mulheres ambientalistas da América Latina marcaram presença no campo intelectual, científico e de aplicação prática na área da educação ambiental, introduzindo conceitos inovadores e de validade universal para o enfrentamento da crise sócio-ambiental. Compartilharam conhecimentos para tornar a escola, com toda a diversidade que abriga, um espaço educador sustentável e ainda interferiram no debate mundial sobre pesquisa, ensino, extensão, conteúdos e gestão para a sustentabilidade.

Com articulação da UFOP, apoio da ONU Mulheres, da Itaipu Binacional e da Fundação Gorceix, a equipe do Processo Formativo Escolas Sustentáveis agregou as pesquisadoras Andrea Líbera e Daniela Garcia da Argentina e María Laura Barcia do Uruguai. As atividades realizadas levaram o Secretário Geral permanente do WEEC, o sociólogo ambientalista da Universidade de Bergamo (Itália), Mario Salomone, a propor, no encerramento, a atuação global da Rede de Mujeres e Mulheres, coordenada pela Professora Dulce Pereira da UFOP. Foi proposta também a consolidação de cooperação com Universidades suecas para a intensificação das parcerias referenciadas nas premissas da sustentabilidade apresentadas pela Rede de Mulheres e desenvolvidas no Processo Formativo Escolas Sustentáveis da UFOP.

Segundo a Profa. Dulce Maria Pereira “Disputamos, parceiras latino-americanas juntas, conceitos com referência na Educação Ambiental que se estrutura na América Latina considerando a pluralidade de nossos povos, nossas diferentes formas de aprender, ver, sentir e atuar no mundo. Em oposição ao discurso hegemônico de desenvolvimento sustentável, apresentamos as premissas para a sustentabilidade como conceituadas a partir da educação ambiental crítica. Apresentamos processos de intervenção nos territórios e utilização de ecotecnologias. Foi uma grande honra o reconhecimento do Congresso, principalmente por ter sido verbalizado pelo Dr. Mario Salomone.” Além do Simpósio Mulheres e sustentabilidade, teve repercussão o trabalho realizado pela Professora Dulce Maria Pereira, resultado das atividades do curso de Formação em Educação Ambiental Escolas Sustentáveis e COM-VIDA CEAD/UFOP, intitulado Educação Ambiental para a prevenção de riscos ambientais em situações de emergência e desastres.